Como prevenir lesões causadas por esforço repetitivo

As  Lesões Causadas por Esforço Repetitivo (LER) ocorrem devido ao desempenho de atividades repetitivas e contínuas por longos períodos.

Elas resultam em um desgaste intensivo do corpo, além de provocar dores e desconfortos.

A médica Mariana Schamas, Cinesiologista e membro da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED), explica que a exigência por alta produtividade no trabalho é uma influência direta para o seu surgimento.

“Podemos explicar a grande prevalência de quadros de LER especialmente por conta das cobranças e pressões no local de trabalho, com metas exorbitantes que requer uma laboração, por vezes, excedente ao que o indivíduo pode suportar. O aumento da competitividade também contribui para isso, pois não considera os limites psicossociais e físicos. Trabalhadores são submetidos a jornadas longas, o que, consequentemente, acarreta em insatisfação no emprego – e o mais agravante, em lesões de todos os tipos”, diz a médica.

Entre os fatores que causam LER estão as repetições de movimentos, postura inadequada e expedientes profissionais prolongados, que geram desgastes físicos e emocionais. Sobre os profissionais mais atingidos pelas lesões, a especialista em Dor revela.

“De maneira geral, os trabalhadores industriais são os mais afetados devido à alta repetitividade e força, juntas ou isoladamente, ainda que menos intensa, atreladas à sua rotina. Outras atividades de risco foram identificadas em áreas de atuação como teleatendimento, caixa, digitação, escrituração, montagem de pequenas peças e componentes, confecção de manufaturados (calçados), costura e embalagem.”

As lesões afetam a todos aqueles que vivenciam esforços exagerados. Aparecem inicialmente como dores de cabeça, insônia, formigamentos e fraquezas ao realizar tarefas simples e cotidianas. “O corpo e suas funções são sábias. Ele envia os sinais de que algo não está bem, no entanto, somos muito ruins em interpretá-los. Achamos que é frescura, algo temporário, ou até mesmo nada, porém os riscos são inúmeros, tanto de agravamento quanto de repercussão em outras regiões” explica a médica.

De modo geral, o tratamento consiste em acompanhamento médico, medicações e reabilitação. Entre os locais mais afetados estão o punho, cotovelo, ombro, mão e pescoço. Para a prevenção das lesões, a médica Mariana. Schamas afirma: “A prevenção é multifatorial e exige uma série de intervenções.  De forma geral, manter uma boa qualidade de vida e se manter saudável, com uma boa alimentação, manutenção do sono adequada, incluindo uma rotina para dormir e acordar, praticar atividade física e lúdica, além de estrutura familiar e vida social ativa, contribuem para minimizar ou evitar os riscos”.

Como prevenir lesões causadas por esforço repetitivo

Geral, Saúde | 0 Comments